Mil Pássaros

Bem-vindo a Mil Pássaros !

Diz a lenda que fazer mil pássaros enquanto se pensa num desejo, torna esse desejo realidade. 
Voa. Canta. Dá asas ao teu coração.
Faz um pássaro e deseja que tudo melhore.”

Mil Pássaros nasceu dos dedos de um menino.
De um menino que um dia fez um orizuro.

Na cultura tradicional japonesa, o orizuro é um origami que representa um pássaro.
E é também um símbolo de felicidade, já que se acredita que
se se fizer mil orizuros enquanto se pensa num desejo, esse desejo acaba por se tornar realidade.

Escute a “voz” do seu pássaro interior.

Junte-se a nós!

Faça um orizuro (instruções aqui) e deseje que tudo melhore.

Partilhe connosco o seu orizuro através de info@milpassaros.com
Ou nas redes sociais através de #umdesejocomum e #milpássaros


A constelação artístico-educativa Mil Pássaros nasceu a partir de um conjunto de ideias em que se articula criação artística, formação e envolvimento da comunidade. Através de um conjunto de experiências artístico-educativas chama-se a atenção para a necessidade de escutar a “voz” dos pássaros, num alerta sobre a fragilidade do planeta em que vivemos.
É cada vez mais importante chamar a atenção para a necessidade de preservarmos o mundo em que vivemos e há muitas formas de o fazer. Ensinar a olhar e escutar de forma poética é certamente uma das que faz falta e deve ser promovida desde que nascemos.

Mil Pássaros desenvolve-se a partir da peça músico-teatral Orizuro, cujo material conceptual, musical e plástico inspira todas as componentes da constelação. Orizuru é nome de pássaro, ou melhor, de um origami que representa um pássaro. Na cultura tradicional japonesa, diz-se que um desejo se torna realidade quando alguém faz mil orizurus enquanto pensa nesse mesmo desejo. O orizuru é, pois, um símbolo de felicidade. Na segunda metade do século vinte, após a bomba de Hiroshima, o orizuru tornou-se um ícone do desejo de paz e de um mundo mais harmonioso.

A constelação Mil Pássaros promove experiências artísticas e educativas, colocando em diálogo famílias e creches, jardins de infância e escolas, crianças e adultos. Em qualquer das possíveis reformulações e combinações , preserva-se a natureza holística do projeto e procura-se construir bases educativas para resultados a longo prazo, levantan-do questões que urge abordar desde a primeira infância e que devem abranger toda a comunidade educativa

Sobre a Companhia de Música Teatral

A criação artística é a fonte de pulsação da Companhia de Música Teatral (CMT). Partindo da Música e procurando a interação entre várias linguagens e possibilidades de comunicação artística, a CMT tem construído um percurso de descoberta que designa de “desenvolvimento de constelações artístico-educativas”. A matriz filosófica da CMT é marcada pela criação de relações entre arte e educação, e pela articulação entre a investigação académica, a produção artística, a formação, a criação tecnológica, o envolvimento da comunidade e a divulgação da importância da experiência musical e da arte em geral no desenvolvimento social e humano. A CMT tem contribuído de forma decisiva para uma oferta cultural diversificada e abrangente: o repertório da CMT é um caleidoscópio de espetáculos, instalações, workshops, projetos de média e longa duração, atividades de formação, investigação, apresentações de âmbito académico e publicações de natureza diversa.

Ao longo das suas duas décadas de vida tem apresentado o seu trabalho em dezenas de países incluindo instituições de referência como o Teatro Real de Madrid (Espanha), Concertgebouw Brugge (Bélgica), Den Jyske Opera (Dinamarca), Harvard School of Education (EUA), SESC São Paulo (Brasil), Ghuangzhou Opera House (China) entre outros.

Tem colaborado com instituições culturais em Portugal como o Centro Cultural de Belém, a Casa das Artes, a Fundação Calouste Gulbenkian ou a Casa da Música e tem apresentado os seus projetos em inúmeras instituições prestigiadas mas tem também feito chegar a creches, escolas e à comunidade em geral um conjunto de oportunidades que contribuem para que a arte esteja ao alcance de todos.

Com o apoio da Fundação da Calouste Gulbenkian, desde 2011 concebeu e desenvolveu os projetos Opus Tutti (centrado em intervenções educativas mediadas por práticas artísticas) e GermInArte (centrado na formação de educadores e professores) e organiza anualmente o Encontro Internacional Arte para a Infância e Desenvolvimento Social e Humano.

A Companhia de Música Teatral é membro da RESEO (European Network for Opera and Dance Education) e tem contado com o apoio regular da DGArtes.

www.musicateatral.com