Famalicão, Cidade Orizuro

‘Deixe-se voar!’… E leve consigo a sua família.

A Casa das Artes de Famalicão, em coprodução com a Companhia de Música Teatral (CMT), desenvolveu em 2018-19 o projeto “Orizuro” que, através de modelos inovadores de formação de profissionais e de intervenção junto da comunidade escolar, implementou um conjunto de boas práticas artísticas para a infância.

Em 2020, no contexto atual da pandemia de Covid-19, surge a ideia de levar o projeto “Orizuro” a casa de todas as famílias famalicenses. Para isso, a casa das Artes e o Município de Vila Nova de Famalicão lançam um desafio à população: ‘Pensem num desejo, expressem-no por palavras ou cores numa folha de papel quadrado e façam um orizuro. Vamos transformar Vila Nova de Famalicão numa Cidade Orizuro.‘

Na cultura tradicional japonesa, o orizuro é um origami que representa um pássaro. E é também um símbolo de felicidade, já que se acredita que se se fizer mil orizuros enquanto se pensa num desejo, esse desejo acaba por se tornar realidade. Uma Cidade Orizuro é uma cidade colorida e feliz, nela habitam mais de mil pássaros e todos os desejos podem ganhar asas.

Até 20 de setembro, todos são chamados a criar em suas casas bandos de pássaros de papel e a colocá-los nas suas janelas, nas suas varandas. Ou num dos “ninhos” da Cidade Orizuro: na Casa das Artes, na Casa do Território do Parque da Devesa, n’ A Casa ao Lado, na Fundação Cupertino de Miranda, ou na Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão .

Instruções para fazer um Orizuro aqui.
Sugestões de atividades aqui.